Ciclismo para quem quer emagrecer

bicicleta-emagrecePara quem procura uma atividade física que queime muitas calorias, o ciclismo é uma boa opção. Veja quais são os cuidados e qual a frequência para praticar…

Durante a prática, é importante respeitar os limites do seu condicionamento físico.

ciclismo permite um gasto energético alto — de até 700 kcal/hora — mas, ao contrário da corrida, não oferece tanto impacto, o que poderia causar a sobrecarga das articulações, especialmente no caso de pessoas que estão acima do peso. Também proporciona um ganho considerável de condicionamento físico, resultado que pode ser percebido logo nas primeiras semanas de prática. Pernas, glúteo, abdome e os músculos da região lombar são os mais trabalhados durante o exercício. O Ciclismo queima rapidamente calorias e melhora a capacidade cardiovascular.

Frequência e duração mínima

3 vezes por semana, começando com 30 minutos de atividade e aumentando gradualmente (cerca de 5 minutos a cada semana, de acordo com o ganho de resistência). Durante a prática, é importante respeitar os limites do seu condicionamento físico:dores, desconfortos e cansaço excessivo devem servir como alerta. Se não está acostumado a pedalar, evite subidas e maneire na intensidade do exercício, pelo menos nas primeiras semanas de treino.

Para que o exercício funcione bem, é importante que você pratique em terrenos com aclives e declives, para exercitar toda a musculatura. Outra dica é que, a cada 15 minutos, o ciclista se levante do banco e pedale em pé durante algum tempo. Isso vai fazer com que ocorra circulação sanguínea na região pubiana, melhorando atividades circulatórias.

Cuidados

Para andar na rua, os equipamentos de proteção — como capacete, cotoveleiras, joelheiras, faróis e roupas apropriadas — são indispensáveis. O principal risco da atividade está relacionado à queda, que não raro provoca cortes, torções e fraturas. Quem tem labirintite, portanto, deve evitar a prática, já que a falta de equilíbrio pode precipitar um acidente desse tipo. A atividade também é contraindicada para pessoas com problemas cardiorrespiratórios agudos ou que apresentem lesões sérias na coluna ou nas articulações, especialmente nos joelhos.

Diria que a palavra chave para perda de peso com a bicicleta é essencialmente a DISCIPLINA e a PERSISTÊNCIA. O organismo se adapta ao peso acima do normal e ao tentar emagrecer o corpo entende como uma anormalidade e “boicota” a falta de ingestão de calorias levando-o a sofrer do tão famoso efeito sanfona. Por isso é preciso estabelecer algumas regras de rotina como ter dias/horários definidos para pedalar, fazer as refeições nas horas certas, evitar alimentos com alto teor de gordura e/ou calorias.

Para fechar o assunto, quero dizer que: “Você não engordou da noite para o dia. Esse foi um processo lento e continuo ao longo dos anos, portanto não procure milagres. Coloque um objetivo para os próximos anos e não se arrependerá do resultado”

Fonte: por Rita Trevisan, www.revistavivasaude.uol.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *